Associação para a Valorização Ambiental da Alta de Lisboa (AVAal)

Santa Casa da Misericórdia / Escola Pintor Almada Negreiros

No dia 14 de Abril de 2011 foram realizados os primeiros contactos com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa para apresentação do projecto e participação dos técnicos destas entidades no planeamento e ajustamento dos objectivos às várias partes integrantes.

A ideia foi acolhida com muito entusiasmo e foi escolhida a Escola Pintor Almada Negreiros para integrar as parcerias, pela proximidade das instituições, o que facilitaria o desenvolvimento das actividades.

A 28 de Abril de 2011 encontrámo-nos com a coordenação da escola e foi-nos designada uma turma, com 14 alunos, que participaria em todas as actividades deste projecto um dia por semana. Mostrámos todas as ideias já pensadas e mais uma vez fomos adaptando o projecto também às vontades dos nossos parceiros. O Grupo de Pais da Escola Pintor juntou-se a nós para participar e ajudar em todas as iniciativas a desenvolver.

Ficou decidido a realização das seguintes actividades:

– Apresentar o projecto aos séniores e às crianças, realizando um jogo/dinâmica com os mesmos, onde em conjunto escolheriam o que queriam semear e plantar nas suas floreiras;

– Realizar um ateliê de hortas portáteis na Escola Pintor Almada Negreiros. As floreiras ficarão na escola a crescer e as crianças tomarão conta da sua manutenção, excepto às quartas-feiras onde os séniores juntam-se a elas e em conjunto cuidam da sua floreira;

– Realizar uma horta escolar, num canteiro externo da parte da frente da escola, que necessita de um novo ar, este será mantido pelos participantes, desde a limpeza do terreno, até à sua manutenção semanal;

– Criar actividades satélite com todos os participantes durante o resto do ano lectivo, que englobe iniciativas ligadas às hortas urbanas.

1.ª DINÂMICA: Apresentação, escolha dos parceiros e escolha das espécies a semear e plantar

Dia 5 de Maio de 2011, às 10.30 reuniram-se na Escola Pintor Almada Negreiros 14 séniores da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e 14 alunos para a realização de uma dinâmica onde forma todos apresentados, conheceram-se melhor fazendo-se preguntas e escolheram em conjunto quais as plantas e sementes que queriam ter nas suas floreiras.

Foi um momento muito divertido que durou aproximadamente uma hora e meia. Os pares responsabilizam-se pelas suas escolhas e vão aguardar uma semana para poder colocar em prática o que decidiram. Uma semana e temos horta 🙂

 

2.ª DINÂMICA: Realização de 14 floreiras entre séniores e crianças

No dia 11 de Maio juntámo-nos novamente na Escola Pintor, com os séniores e as crianças, havendo algumas faltas que foram substituidas por novos séniores que se juntaram ao projecto, assim ninguém deixava de participar.

Aprenderam todos os passos de produção de uma floreira, ajudando-se mutuamente, aprenderam para que serve a Leca, a quantidade de terra necessária em cada floreira e adivinharam todos os pés de plantas que foram apresentados à medida que iam sendo plantados. Havia muita variedade para plantar, couves portugueses, melão, abóbora, alho-frânces, tomate e ainda foi semeado salsa e manjericão.

No final, as floreiras foram regadas em conjunto e deixadas no parapeito das janelas da cantina, onde conseguem apanhar sol e são vistas por todas as crianças da escola. As crianças da turma participante, juntamente com a professora, ficaram responsáveis pela rega e manutenção das floreiras até à nova visita dos séniores.

 

3.ª Dinâmica: Rega e visionamento do crescer das floreiras. Reabilitação de um canteiro no exterior da Escola, a primeira Horta da Pintor

Dia 25 de Maio reunimo-nos novamente na Escola Pintor Almada Negreiros. Desta vez apenas compareceram as séniores da Santa Casa e alguns alunos extras, além dos que já participam, pela curiosidade de compreender o que iamos realizar.

Começámos por trazer as floreiras até ao pátio, para serem vistas por todos e regadas em conjunto. Estas estão enormes, os tomateiros já tem flor, as abóboras estão verdinhas e saudáveis e o cebolinho já cresceu uns centímetros, á incrível ver as diferenças em duas semanas.

Depois de regar, deslocámo-nos todos até ao canteiro na entrada da escola, que está abandonado e cheio de ervas, para começar a reabilitação desse espaço. Todos ajudaram e até os mais rebeldes assim que apanharam as enxadas mostraram as suas habilidades.

Estivemos mais ao menos uma hora a retirar ervas, os alunos realizaram o trabalho mais moroso e as séniores e mães do Grupo de Pais ajudaram a recolher as ervas do passeio e do chão para ser colocado no lixo. A terra estava algo seca e por isso tornava-se complicado semear ou plantar algo, recorremos a uma mangueira para amolecer a terra e iremos colocar algum composto biológico para ajudar no crescimento das plantas que ali irão crescer.

4.ª Dinâmica: Visita à Santa Casa da Misericórdia pelas crianças da Escola Pintor Almada Negreiros

A 1 de Junho fizemos uma visita à Santa Casa da Misericórdia com as crianças da Escola Pintor Almada Negreiros, para as crianças conhecerem o espaço onde os seus amigos passam o dia e conhecer alguma das actividades que eles desenvolvem.

Após a visita da instituição houve momentos muito diferentes, as crianças fizeram um pequeno questionário aos séniores sobre a alimentação destes quando eram mais novos, aprenderam algumas receitas de pratos que foram contadas, dançaram, trocaram uma pequena prenda, pulseiras elaboradas pelos mais velhos que foram oferecidas aos mais novos, comeram bolo e no final ainda tivemos tempo de regar as floreiras que foram também visitar o centro.

Na próxima semana voltamos à horta na escola e juntos vamos plantas as nossas primeiras plantas hortículas da escola.

 

5.ª Dinâmica – Passagem das espécies hortícolas das floreiras para a terra

No dia 8 de Junho voltámo-nos todos a juntar, desta vez para dar vida à nossa horta escolar e passar as espécies agrícolas plantadas nas floreiras, agora mais crescidinhas, para a terra.

Entre séniores e crianças foram feitas fileiras de couves, alho francês e tomateiros, depois de bem aconchegados na terra foram regados com abundância, para suportarem as temperaturas abrasadores dos ultímos dias.

(fotos ainda indisponíveis)

 

6.ª Dinâmica – Vedação da Horta Escolar e rega. Planeamento da Manutenção da horta em tempo de férias escolares.

No dia 22 de Junho foi o momento escolhido para fazermos uma vedação da horta escolar, de forma a protegê-la de vandalismo ou lixo externo. Entre pequenos e graudos realizámos uma vedação de pequena dimensão que abrangesse toda a área já cultiva, deixando o restante terreno ainda por plantar livre.

Após a finalização dos trabalhos, regámos a horta mais uma vez. Ficando decidido posteriormente que agora em tempo de férias escolares visitariamos a horta duas vezes por semana para rega, entre alguns séniores e algumas crianças voluntárias, não deixaremos que cuidar a hortinha que a partir de Setembro será aumentada ao dobro.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: